Os Meus Amigos

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

DO PALCO PARA O LIVRO



O Animador da Palavra, eduardo roseira, apresentou ao público no passado dia 24 de Fevereiro de 2013, no Auditório da Casa da Cultura de Paranhos o seu livro de poesia "PALAVRAS VIVAS - stand-up Poetry".
Assim, a partir de agora todos os seus seguidores e amigos podem a partir de agora ter em livro alguns dos poemas que eduardo roseira, apresenta nos seus espectáculos.

Os interessados no livro podem fazer os seus pedidos através do Telemóvel - 966 238 966 ou para o seguinte email:
palavrasvivas.eroseira@gmail.com

O preço do mesmo, inclui os portes de envio e é o seguinte:
- Portugal - 8 euros
- Estrangeiro 10 euros

sábado, 12 de maio de 2012

Eis algumas das mais significativas imagens de espaços que tem recebido o "Palavras Vivas".

No dia 21 de Março de 2012, foi a celebração do Dia Mundial da Poesia na Casa Barbot/Cultura de Gaia, com duas sessões, uma de manhã, outra de tarde, para todos os alunos da E. B. 1 da Serra do Pilar.
                      - O peixinho Camafeu...é a estrela principal da "companhia" e até dá rebuçados..

No dia 2 de Abril de 2012, uma manhã com três sessões dedicadas a diversos Jardins Infantis do Bonfim e da Sé, nas Fontaínhas, no "Abrigo dos Pequeninos".

 - Uma história de gatos da Luísa Ducla Soares, que aparecem como que por magia através de       uma janela, querem saber quantos?...1...2...3...4...5...6...7...8...9...10...11...12...13...14...

   - Tudo atento ao poema de Kim Berlusa, "O Peixinho Camafeu", contado por Eduardo Roseira

                                  - "Palavras....(para quê?...se as imagens são bem) Vivas"

No dia 12 de Abril de 2012, foi a vez de passar todo o dia com os meus amigos do J.I. e da E. B. 1 de Pedras Rubras, Maia, com 2 sessões de manhã e 1 de tarde, para já ainda não tenho imagens, mas partilho uma das lembranças que me ofereceram:
 ... foi nada mais, nada menos a ilustração do meu poema "Ergue-se o dia", que publiquei no meu primeiro livro "a colheita íntima", o qual por estar esgotado, pode ser lido na íntegra naquele que apelido de "blogbook" em: acolheitaintima.blogspot.com

terça-feira, 20 de março de 2012

DIA MUNDIAL DA POESIA


Brindemos à poesia escrita e dita com o poema "Aqui", do moçambicano Leite de Vasconcelos, na voz do Animador da Palavra, eduardo roseira, com imagem de José Mário Roseira.

Para visionar clique no link:

http://www.youtube.com/watch?v=_NeidB2ZJ9E&list=UUE5_MW4e15JebJd44VXewfw&index=1&feature=plcp

domingo, 29 de janeiro de 2012

Comentário de Ricardo Dias sobre o poema "Na hora de pôr a mesa", de José Luís Peixoto, dito por eduardo roseira/Palavras Vivas

“…Partilho consigo que numa das últimas apresentações que realizei, no âmbito da psicologia familiar, utilizei o seu vídeo, onde dá voz ao poema " na hora de por a mesa" do José Luís Peixoto. Deste modo, difundi o seu trabalho, e posso dizer que quem o viu absorveu o seu talento, e claro, ficou com a mesma opinião que eu. …”
                                                                                 
                                                                              Ricardo Dias (Dr.), Lisboa

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

UM COMENTÁRIO DO POETA JOAQUIM MURALE

"O Eduardo Roseira não é apenas um excelente Poeta; é também um amante da Poesia. Qualquer pessoa percebe isso. Basta ouvi-lo declamar. Imagino, pois, que o seu projecto "Palavras Vivas" é, certamente, um espectáculo de palavras com seiva e sangue à procura de chão onde germinar. Tenho a certeza que, nas escolas, nas galerias, na rua ou em qualquer local, as "Palavras Vivas" do Eduardo Roseira contribuem muito mais para a divulgação da Poesia e dos Poetas portugueses do que os programas e os métodos escolares. Muito obrigado! Pena é - infelizmente estamos em Portugal - que esse trabalho lhe não seja recompensado!"
                                                               Enviado por JOAQUIM MURALE, via e-mail. 

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

LEITE DERRAMADO, de Chico Buarque



 Com base nesta obra, teve lugar no passado dia 19 de fevereiro de 2011, na Galeria Vieira Portuense, no Porto a representação da adaptação livre para um monólogo,encenada e representada por eduardo roseira, e que contou com a colaboração, da voz e música de Carlos Andrade, que interpretou temas de Chico Buarque.

 
“Leite Derramado”, de Chico Buarque.
“Prémio PT, para Literatura de Língua Portuguesa,2010”

“Conta a história de um homem muito velho que está no leito de um hospital.
Membro de uma tradicional família brasileira, ele desfia, num monólogo dirigido à filha, às enfermeiras a quem quiser ouvir, a história da sua linhagem, desde os ancestrais portugueses, passando por um barão do Império, um senador da Primeira República, até ao tetraneto, um jovem do Rio de Janeiro actual.
Uma saga familiar caracterizada pela decadência social e económica, tendo como pano de fundo a história do Brasil dos últimos dois séculos.”
In: “Leite Derramado”, de Chico Buarque, editora D.QUIXOTE,2009

Imagens - Cedidas pela Galeria Vieira Portuense

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

OS "MILAGRES" DO PEIXINHO CAMAFEU

 Kim Berlusa


                                                                            Fernando Fernandes







Passar uma manhã inteira num hospital, é para qualquer um de nós, aquilo a que chamamos de “autêntica seca”.
Os minutos e horas nunca mais passam, parecem eternidades!
Isto era o que eu pensava até ao dia (15/Dezembro/2010) em que fui convidado pela “Calendário das Letras” a levar o espectáculo “Palavras Vivas”, à Pediatria do Hospital de São João no Porto.
Apesar de variadíssimas experiências com crianças e jovens, esta foi a primeira vez que estive a “contar poemas” e histórias, num hospital.
Primeiro fui à Sala de Convívio, onde tinha à minha espera um grupo de crianças que se podiam deslocar, pelo seu pé ou em cadeira de rodas, após o que fui visitar sete enfermarias onde se encontravam os que, devido ao seu estado de saúde mais grave, estavam acamados.
A opção, a levar até estes, foi a de “contar o poema”, “O Peixinho Camafeu”, do poeta do Porto, Kim Berlusa, o qual narra a viagem dum peixinho especial, “…sem espinhas, nem barbatanas…, que vivia lá no Céu…,a quem um dia deu ganas de vir à terra passar duas ou três semanas…”.
Se o poema é encantador, o boneco manipulável, feito pelo artista plástico e animador social, Fernando Fernandes, é o que se pode chamar de adorável. Assim, poema e boneco, se conjugam de tal forma, que tem encantado pequenos e adultos, desde os Infantários, até aos séniores, passando por Escolas, Bibliotecas e festas diversas.
Mas, voltando à visita às enfermarias da Pediatria do Hospital de São João, é caso para dizer que eu estava com receio de não me sair bem nesta experiência, que encarei como um “desafio”, dado ser a primeira vez que ia estar a fazer uma mini apresentação, para jovens e crianças acamados e em estado físico e psicológico, algo melindroso, tal como os pais que lhes faziam companhia.
Contudo, os meus receios, ainda antes de começar a “contar o poema” do peixinho, desapareceram logo que mostrei a cara patusca do Camafeu, que um a um, ia arrancando sorrisos a crianças, jovens e pais, e até conseguiu pôr a brilhar olhares em corpos parados.
A magia d’ ”O Peixinho Camafeu”, com os seus beijinhos, aos doentes e aos pais, no final de cada apresentação, conseguiu “construir” olhares a brilhar, sorrisos abertos e, mesmo até, festinhas no boneco feitas por uma mãozita quase parada, num corpo paralisado…
Nunca me senti tão pequenino, mas feliz com a vida, ao ser “relegado” para um papel secundário, por um boneco chamado “Camafeu”, que me fez ver que afinal não tenho que me queixar da vida, por muito que me pareça que me falta!
Talvez não seja por obra do acaso, que o Kim Berlusa, escreve no seu poema que: ”…o Camafeu é um peixinho que vive lá no Céu…”

   eduardo roseira
          Porto
15/Dezembro/2010

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Dia Mundial da Criança 2010

No Dia Mundial da Criança 2010 - Palavras Vivas marcou presença na EB 2/3 Padre António Luís Moreira, nos Carvalhos/Vila Nova de Gaia.
Para ver imagens siga este link:
http://biblioteca-epalm.blogspot.com/2010/06/palavras-vivas.html

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Ode ao Futebol, de Tosam

Espectáculo do "Palavras Vivas" filmado por Sónia Roseira e Cunha, no dia 14 de Agosto de 2010, no "Queijo" (Café Caravela),em Santa Marinha/VNGaia.
video

Os peixinhos Camafeu e Florinda, de Kim Berlusa (versão erótica)

Espectáculo do "Palavras Vivas" no dia 14 de Agosto de 2010, em Santa Marinha/VNGaia, no "Queijo" (Café Caravela).
Peixinho Camafeu - manipulado por eduardo roseira + Florinda - manipulada por Ana Maria Roseira.
video

sábado, 26 de junho de 2010

Espectáculo na Casa da Cultura de Lourosa

Imagens da presença do Palavras Vivas - stand-up Poetry, de eduardo roseira + Ana Maria Roseira, na Casa da Cultura de Lourosa, no dia 26 de Junho de 2010, às 21 horas e 30, integrado na acção cultural "Paulo Fontes & friends".

 

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Testemunho sobre o PALAVRAS VIVAS - 5

5 – “…nem todos os dias são iguais. Há dias de silêncio, de ruído, mas há aqueles que as palavras se soltam, cheias de cor e significado e nos envolvem. Obrigado por ter dado um dia destes à Escola. Que a poesia faça parte sempre da vida em especial dos nossos alunos……”


Maria de Fátima Fonseca

(Presidente Conselho Executivo – E.B. 2/3 de Valbom)

O PEIXINHO CAMAFEU - Kim Berlusa

O poema de Kim Berlusa, conta a odisseia d' "O Peixinho Camafeu", que veio lá do céu.....



...um poema que pela sua originalidade encanta míudos e graudos, do princípio até ao fim da história...que talvez por deixar "água na boca" a pedir que a mesma continue,  se torna doce com os rebuçados que lhe saem da boca...

Testemunho sobre o PALAVRAS VIVAS - 4

4 – “…esta iniciativa tinha como mote “Há poesia no ambiente” e foi uma pequena mostra de um espectáculo que se chama “PALAVRAS VIVAS”…. Eduardo Roseira, no desenvolvimento da actividade que desempenhou, conseguiu estimular a criatividade e a fantasia dos nossos alunos, ao declamar-lhes poesia e ao contar-lhes histórias; despertou-lhes a consciência ecológica; desenvolveu-lhes a capacidade interpretativa e descodificadora de mensagens; promoveu comportamentos ambientalistas e levou-os a apreciar a comunicação poética.


Consideramos este tipo de actividades uma mais-valia na árdua tarefa de educação….os poemas e as histórias e a forma como o animador e bom comunicador, Eduardo Roseira interagiu com as crianças foram de uma enorme riqueza

E.B. 1 dos Miosótis - Bairro do Amial - Paranhos - Porto

CAMAFEU E FLORINDA - Kim Berlusa

"Camafeu e Florinda", um poema de Kim Berlusa, que conta a permanência do peixinho cá na terra e a descoberta da sua apaixonada a dourada Florinda....

Testemunho sobre o PALAVRAS VIVAS - 3

3 – “…esta actividade mereceu toda a atenção, carinho e envolvimento dos alunos e da comunidade educativa, porque atingiu os objectivos pretendidos que eram os seguintes:


- UM – Despertar o gosto pelo diálogo em tertúlia;

- DOIS – Reviver a figura do contador de histórias, já afastada do imaginário das crianças;

- TRÊS – Orientar o gosto da leitura, pelas mímica e pela arte do uso da palavra…”

                                  E.B. 1/J.I. do Marco – Santa Marinha - Gaia

HISTÓRIA COM GATOS - Luísa Ducla Soares






Testemunho sobre o PALAVRAS VIVAS - 2

2 – “…Eduardo Roseira colaborou com este Estabelecimento de Ensino, no âmbito do Plano Nacional de Leitura, com um trabalho de animação de leitura criativa de poesia, através da acção intitulada “PALAVRAS VIVAS”….


…a supracitada acção reveste-se de grande interesse pedagógico, por despertar o gosto pela leitura e pela criação de textos poéticos, ao utilizar estratégias motivadoras e de interacção com os ouvintes (discentes), valorizando uma perspectiva criativa da leitura….”

                                       E.B. 1 da Lagoa – Valbom - Gondomar

APOCALIPSE - João Habitualmente - Parte um

Este é um dos poemas do espectáculo PALAVRAS VIVAS para adultos....